Banda do Círculo Operário de Vidigueira foi à Casa do Alentejo

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Representação digital

Banda do Círculo Operário de Vidigueira foi à Casa do Alentejo

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Banda do Círculo Operário de Vidigueira foi à Casa do Alentejo

Detalhes do registo

Nível de descrição

Documento simples   Documento simples

Código de referência

PT/AMVDG/VMPB/A/000031

Tipo de título

Atribuído

Título

Banda do Círculo Operário de Vidigueira foi à Casa do Alentejo

Datas de produção

1950  a  1960 

Dimensão e suporte

10x15cm - Digital de cópia de original

Extensões

1 Outro

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Empréstimo para digitalização - Cedida por Cândida Pulido Pereira Freire de Andrade

Âmbito e conteúdo

Deslocação da Banda do Círculo Operário de Vidigueira à Casa do Alentejo em Lisboa. O primeiro, da esquerda para a direita, trata-se de António João Ramalho. O segundo era o pai da D. Cândida Pulido Pereira Freire de Andrade, José Mendes Pereira. O terceiro era António Costa Guerreiro, seguido de António pinto Esteves. Atrás deste último, do lado esquerdo, pode ver-se José Antunes (elemento da Banda). Do lado direito do porta-estandarte, Manuel Coelhinho (sapateiro e contínuo da sociedade recreativa Círculo Operário), caminham dois homens que se destacam dos restantes, tratando-se, da esquerda para a direita, de José Pedro Alho (“Coisinhas”) e José Mendes Guerreiro Alhinha (“Sorumenho”).

Cota descritiva

VMPB/A

Idioma e escrita

Português

Data de publicação

29/07/2021 04:16:38